segunda-feira, 14 de março de 2016

Caixinha de música - A trilha (medieval/renascentista) de "A Muralha" - parte I

Saudações, menestréis e andarilhos! Eu volteeeeei ao blog depois de um longo hiato pós-D&D 30 Day Challenge! Me desculpem a ausência, mas tive muito trabalho para fazer no mundo sem-graça real e precisei me afastar do Letras e Lendas. No entanto, nada temam! Aqui estou de volta, e hoje começo uma nova série de postagens que deve agradar aos aficionados em música, especialmente música medieval/renascentista (me desculpem qualquer incongruência com nomenclatura - não sou uma especialista, só uma entusiasta mesmo!). 

Primeiramente, vamos a alguns esclarecimentos. No meu outro blog, já falei um pouco do meu afeto por uma antiga minissérie da Rede Globo (da época em que eu ainda assistia às minisséries da emissora...) chamada A Muralha, feita lá pelos idos de 2000 em comemoração aos 500 anos do Brasil. A minissérie falava sobre a colonização do nosso país pelos portugueses e europeus, o movimento dos bandeirantes, a corrida pelo ouro, a vida difícil na Vila de São Paulo de Piratininga... Aliás, "A Muralha" do título refere-se à serra do mar que os recém-chegados enfrentavam para conseguir chegar à "civilização". 

Acho que "A Muralha" foi muito marcante para mim por conta da temática. Foi uma das primeiras coisas com clima "medieval" que eu assisti (bem, não era bem medieval, mas para minha mente de doze anos era). Era uma produção de época na TV aberta brasileira e foi muito bem feita. Recentemente, "A Muralha" foi reprisada no canal fechado Viva, também da Globo (mas dedicado exclusivamente a programas e novelas antigos). Eu me aventurei a assistir de novo e me emocionei e curti muito, tanto quanto da primeira vez em que assisti. 

(No entanto, não recomendo que assistam a versão em DVD. É MUITO cortada, a edição é verdadeiramente péssima e estraga a experiência). 

A caracterização dos personagens e figurinos me deixava encantada. 


Lembro que além do vestuário, caracterização dos personagens e das histórias de amor, uma das coisas que mais encantou minha alma pré-adolescente ávida por identificação foi a trilha sonora da série. As músicas eram lindas e fascinaram toda a minha família. Lembro que esperamos ansiosamente pelo lançamento do CD, que nunca aconteceu; imaginem como eu fiquei decepcionada. Eu sempre adorei música, desde muito pequena, e se tem uma coisa que me faz ficar obstinada... 

Tenho um relacionamento "intenso" com música. Até certa idade, eu achei que todo mundo gostava de música tanto quanto eu. Na verdade, só depois que comecei a namorar foi que me dei conta que nem todas as pessoas curtiam e sentiam melodias da mesma forma. Quer dizer, a maioria das pessoas gosta de ouvir algum tipo de música e se emociona ou se empolga com certos ritmos e estilos. Mas eu tenho quase um vício. Não fico um dia sem escutar música e ela é essencial em minha vida. Costumo brincar que eu jamais, jamais poderia ficar surda. Deixe-me cega, muda, tire todos os meus sentidos, menos minha audição. Tenho pavor daquele certo golpe do Shaka de Virgem... XD. 

Enfim. Nunca me conformei com o não lançamento e a não divulgação da trilha sonora de "A Muralha". Depois que a internet chegou e se firmou lá em casa, comecei a procurar por informações e descobri que um CD foi lançado sim, mas foram feitas apenas algumas cópias, distribuídas internamente na emissora. Mas, se o CD existia... existia como encontrar as músicas. 

Até então, eu acreditava que a trilha era completamente original, exceto pela abertura, que é uma melodia de Villa-Lobos. Até hoje ela me dá arrepios: 



Música: excerto do final de "Floresta do Amazonas", de Heitor Villa-Lobos

A trilha de "A Muralha" é de Sérgio Saraceni. Contudo, acabei descobrindo que a maioria das melodias da série eram arranjos de antigas canções dos séculos XIV, XV, XVI... depois de muita "fuçação", acabei encontrando um arquivo do CD para baixar (eu TERIA comprado, se tivesse tido a oportunidade. De qualquer modo, muitas canções já são de domínio público). O arquivo tinha até uma foto do encarte do CD, mas os nomes das músicas eram "nomes fantasia", relacionados aos personagens ou ambientes com os quais se relacionavam. Constava apenas que as melodias eram arranjos de canções renascentistas/medievais. 

O encarte do CD que eu sempre quis ter, mas nunca encontrei

Eu não me satisfiz... depois de certo tempo, comecei a pensar: que músicas são estas? Quais são seus verdadeiros nomes? Sabe... elas me fascinavam. Me tocavam muito, muito mesmo. Se vidas passadas realmente existem, eu tenho certeza que são melodias que já ouvi em alguma outra encarnação, porque olha.... XD. 

Chegamos, finalmente, ao motivo destas postagens que farei daqui para frente. Eu descobri os nomes e possíveis procedências das minhas músicas favoritas de "A Muralha" (só faltou uminha...). Como? Anos de pesquisa no YouTube quando eu não tinha nada melhor para fazer. Deu muito trabalho, MAS eu imagino que em algum lugar possa haver pessoas com a mesma vontade de saber que músicas eram aquelas. Por isso, vou colocar todas as minhas modestas descobertas aqui no blog. Eu adoraria que alguém tivesse feito este trabalho antes por mim, para que eu tivesse descoberto as músicas mais cedo. Mas, como ninguém fez (não que eu saiba), aqui vamos nós. Espero que isso possa ser bacana para alguém, mas, se não for... para mim valeu MUITO a pena ter descoberto estas pérolas que apresentarei para vocês nos próximos dias.

Volto assim que puder com as primeiras melodias de "A Muralha"... começaremos, OBVIAMENTE, com os temas de casais.  Porque O PODER DO AMOR COMANDA. 

Até, menestréis!

6 comentários:

  1. LOVE POWER RULES FOREVER!!!

    Me lembro muito pouco dessa mini-série, e só assisti em DVD^^ Imagino que o original deva ter sido espetacular então!!!

    Eu simplesmente amei a maioria das músicas, e até procurei uma trilha sonora durante um tempo, mas nunca encontrei. Mal posso esperar para ouvi-las aqui!!!

    Beijos da Amanda^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MESMO, Amanda?? Puxa, não sabia que você também tinha assistido "A Muralha"! Eu amo essa minissérie! Não é que a versão em DVD seja tão terrível, mas eu achei a edição muito ruinzinha em relação à original. A Globo tem essa mania de "picotar" as coisas, o "Vale à pena ver de novo! é um exemplo de como eles cortam seus programas sem dó nem piedade. Lembro de ter ficado muito brava com a edição de "A Muralha" do DVD porque eles cortaram uma das minhas cenas favoritas, uma serenata que Dom Guilherme fazia para Dona Ana quando ela estava delirando de febre.

      Enfim! Coisas de "Liége chata"! A trilha é muito linda, espero que você curta!!!

      Excluir
  2. Aaaaaaaaaaaaaaaaaah! Eu também adorei a Muralha, tinha até um crush por aquele índio que era o personagem do André Gonçalves! E torcia para o Aimbé (Enrique Diaz) se dar bem, ele era um mameluco bacana! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Putz, Ana, eu também adorava o Apingorá!!! Ele era um dos melhores personagens, fiquei de coração partido com o destino dele! Chorei feito um bebê. Puxa, o Aimbé era mesmo bacana, e no final provou seu valor! Adoro a história dele, porque ele mete os pés pelas mãos mas encontra seu caminho!

      Excluir
  3. VOCÊ NÃO TEM IDEIA DE COMO FOI PRECIOSA A SUA AJUDA !!!!!
    MUUUUUUUITO OBRIGADO PQ ASSIM COMO VOCÊ , EU TAMBÉM PROCUREI DEMAIS ESSA TRILHA SONORA !!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que alegria, Rejane!! Este sempre foi meu objetivo, ajudar quem também procura por essa trilha! Porque é tão linda... e é sacanagem a gente não saber que músicas são essas!

      Excluir

Olá, comentários são sempre bem vindos! No entanto, postagens com linguajar muito chulo, caráter ofensivo ou preconceituoso (e todas estas coisas que pessoas adultas são plenamente capazes de evitar) serão apagadas. Trolls, só na mesa de jogo. Obrigada :).